quinta-feira, 25 de julho de 2013

E as lágrimas semeiam
A terra não fertilizada
Assim como meu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário