quinta-feira, 25 de junho de 2015

Sentimento sem título

Depois de três anos a aliança resolveu não caber mais e se perdeu em meio à vida bifurcada dos dois. O gosto e aroma do café não traziam mais satisfação, já que vinham acompanhados de lembranças que não deveriam voltar a brotar. Os olhos, os maiores denunciadores da tristeza e amargura; esses sempre bem evidentes. Fotos impossíveis de serem apagadas, cheiros que nunca mais serão esquecidos. Cada dia se tornando mais uma pedra colada às costas, e que leva até depois do chão. A necessidade de cegar olhos com o choro é imensa, e a de sangrar os dedos e pulsos já grita. Tudo é mais forte, enquanto você se torna nada mais nada menos que... nada.
A crise existencial de não existir em sua vida, já me tornou delirante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário